Quando o fôlego está acabando

Se você está em busca de uma oportunidade no mercado de trabalho, sabe que muitas vezes esse processo pode ser desgastante e confuso. Em muitas conversas com amigos, familiares e clientes, noto que é comum a sensação de estar “atirando para todos os lados” e de insegurança. Às vezes passamos muito tempo sem ter retorno de qualquer empresa. Com o passar do tempo, o entusiasmo e otimismo iniciais vão dando lugar à desmotivação e à resignação.  

Nesses momentos em que a desesperança começa a crescer, uma boa saída talvez seja parar e recomeçar.  Entender e reconhecer seu momento atual, quais as emoções, comportamentos e atitudes estão prevalecendo e como estão impactando a sua situação hoje. E então, refletir, reavaliar e redefinir quais são os seus principais objetivos profissionais. Eles precisam levar em consideração seus valores, habilidades, talentos, experiências e seu contexto de vida.

Definir de forma clara e objetiva suas metas é importantíssimo, pois todo o seu plano de ação será definido olhando sempre para o que se quer alcançar. “Buscar um emprego com salário X” é muito diferente de “em X meses vou estar empregado numa empresa no setor Y, cargo Z, faixa salarial de X a Y, com pelo menos A, B e C de benefícios”. Nesse último exemplo, fica mais fácil concentrar as energias e focar nas ações que realmente poderão ter mais efeito e aproximar do objetivo definido.

O passo seguinte é refazer seu currículo tendo em mente, mais uma vez, os objetivos definidos. Se você está à procura de uma vaga de Gerente Comercial, o conteúdo do currículo deve mostrar suas habilidades, talentos, experiências e histórias de sucesso que façam seu possível contratante te enxergar como o Gerente Comercial que ele procura. Ao escrever o currículo, é bem comum desvirarmos o foco do que realmente é relevante.

A mesma atenção deve ser dada à confecção dos perfis nos sites de vagas. Além disso, buscar vagas de trabalho vai muito além de somente enviar currículos; fazer contatos, informar à sua rede social sobre seus objetivos também é fundamental.

É difícil manter o entusiasmo por muito tempo, mas muitas vezes só precisamos parar um pouco, respirar, reconhecer onde estamos e para onde queremos ir. Então o caminho volta a ficar mais claro e ganhamos mais fôlego para continuar.

Por Juliana Pedrosa

Compartilhe!
RSS
Follow by Email
Facebook
Google+
http://cruzandohistorias.com.br/quando-o-folego-esta-acabando/
Twitter
YouTube
LinkedIn

You Might Also Like

Deixe uma resposta